Notícia do Portal

21/03/2019 09:26 (24 acessos)

Cidadania para alunos: edital do projeto Jovem Senador será publicado em abril

Estudantes do Ensino Médio da rede pública devem ficar atentos para uma boa oportunidade. O Ministério da Educação (MEC) publicou nota onde consta que já em abril deste ano será publicado o edital com as regras para o projeto Jovem Senador 2019. Trata-se de um concurso nacional que direciona alunos autores de redações classificadas em primeiro lugar em cada um dos estados e no Distrito Federal a tomarem posse e atuarem como jovens senadores, durante uma semana, em Brasília, representando a respectiva unidade da Federação.

 

Neste ano de 2019, será a 12ª edição do projeto que faz parte do Programa Senado Jovem Brasileiro.  A ação engloba o Projeto Jovem Senador e o Concurso de Redação do Senado Federal.  A iniciativa é do próprio Senado, com a parceria do Ministério da Educação, do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e o apoio das secretarias de educação dos estados e do Distrito Federal. 

 

Segundo consta no portal do Senado, o objetivo principal é estimular nos estudantes a reflexão sobre política, democracia e exercício da cidadania. Podem participar os estudantes do ensino médio, com idade até 19 anos e regularmente matriculados nas escolas públicas dos estados e do Distrito Federal. Ao final, são classificados 27 jovens senadores - um de cada estado do país - estes que vão passar uma semana em Brasília, junto com seus professores, onde participarão de diversas atividades e terão a oportunidade de conhecer como funciona o Poder Legislativo e a estrutura do Congresso Nacional.

 

Etapas

 

O cronograma do projeto é dividido em três etapas. Uma primeira etapa,será a de seleção e inscrição do aluno pela escola, que ocorrerá até 16 de agosto de 2019. Para se inscrever, cada unidade de ensino participante seleciona uma redação para representá-la e a encaminha à secretaria de Educação da sua unidade da Federação.

 

Numa segunda etapa, haverá a seleção nos estados e no DF, até 20 de setembro de 2019. Cada secretaria de Educação seleciona três redações, sem classificá-las, que serão encaminhadas ao Senado Federal, com a documentação completa.

 

Por fim, numa terceira etapa que ocorrerá até o dia 11 de outubro, a comissão julgadora do Senado Federal avalia e julga as 81 redações finalistas e seleciona as 27 vencedoras - uma de cada unidade da Federação -, classificando o primeiro, o segundo e o terceiro colocados nacionalmente. 

 

Voltar à página anterior